Sim, o título não está errado; eu sou magra e sofro preconceito, pois, se você acha que ser MAGRA é um mar de rosas, deixa te avisar que está bem enganado.

Bem, sempre fui magrinha e já tive que ouvir poucas e boas, assim como também já escutei a famosa frase, “mas tudo fica perfeito no seu corpo menina”, então, vamos começar por ai, pois não é bem assim não!

Lembro como se fosse hoje de quando estava na escola, ainda na oitava série e era super zoada. Os apelidos eram dos mais variados e as piadinhas seguiam como “NÃO TEM COMIDA NA SUA CASA NÃO?”, “DEIXA ELA COMER TUDO QUE EM CASA NÃO TEM DISSO”, isso não era legal.

Em questões de roupa, as compras nunca foram uma tarefa fácil. As vendedoras sempre me olharam com cara de deboche, falando que deveria ir pra sessão infantil, o que as vezes ocorre, pois nada de adulto é do meu tamanho, e quando insisto em ir na sessão adulta, tenho que gastar mais dinheiro na costureira, pra ela apertar as peças que sempre ficam folgadas.

Tirem do estereótipo a questão de que se está magra está saudável. Isso é tão, mas tão errado. Todos nós estamos sujeitos a sofrer preconceitos, sejamos altos, baixos, magros, gordos e isso não deve ser tratado como algo normal, como coisas da vida, pois isso machuca, maltrata, deixa traumas. Sabem o que é estar saudável? É se sentir bem com seu corpo, seja do modo que ele for, sem se sentir um incomodo aos outros.


Vamos evoluir!