Imagem de fashion, model, and Teen Vogue

Cabelo cacheado antigamente era sinônimo de preconceito e chacota na escola, Lembro muito bem quando eu tinha meus sete, oito anos, Me zoavam na escola, diziam que meu cabelo era "ruim”. E não pensem que alisei por conta dos comentários, alisei por conta própria, não era eu naquele mutuado de cachos. De lá pra cá já fiz tanta coisa nesse cabelinho,Pintei, fiz mecha, fiz franja, cortei, Mantenho ele curto até hoje, Quer saber? Sinto-me bem assim.

Se você pensa que os apelidos como, “cabelo ruim” “cabelo de Bombril” ou “cabelo de vassoura” pararão, não se engane, Ai que pioraram, Não ligo, hoje em dia não mais.Acho bacana essa "moda" toda de volta aos cachos, super apoio, faz bem para a alma, para o cabelo e para a autoestima, você não vai se preocupar mais em fazer chapinha e enfrenta o ar quente do secador na sua cabeça.

Mas quer saber? Eu gosto desse vento do secador na testa, gosto de passar chapinha, Gosto do meu cabelo alisado, Não me imagino com ele cacheado, Porque sinceramente acho que não combinaria com a minha personalidade.Por outro lado, a certa pressão em nós (lisas alisadas e chapadas) a fazer a transição, ter o cabelo cacheado, assumir o tal dos "cachos". Mas e se eu quiser continuar ALISANDO, PINTANDO, CHAPANDO, ESCOVANDO, qual o problema?