2016 foi oficialmente o ano dos términos de relacionamento, pois quem imaginária que Fátima Bernardes e William Bonner iriam se separar não é mesmo? Ou que Angelina Jolie e Brad Pitt deixariam de ser um dos casais mais badalados do tapete vermelho. Inimaginável né?

Pois é, mas esses foram apenas alguns dos casais mais famosos que se separaram este ano e apesar do susto, está é uma realidade que acontece todos os dias. Milhões de casais se separam, deixam de ser dois para ser somente um, então pra que tanto espanto em sociedade? Nada é para sempre e nem deveria ser, sinto lhe informar!

As pessoas tem mania de romantizar as relações de celebridades e quando acaba, vem as ditas frases, "haaa, mas eles eram perfeitos”, " faziam um casal tão bonito”, “pareciam tão felizes”. É, pareciam como todo e qualquer casal que se expõe na internet demostram ser. Na verdade, ninguém imagina como é a relação na vida real, além dos vídeos fofos, legendas melosas e fotos que parecem capa de revista. A internet foi feita para você mostrar apenas o lado feliz, então é, talvez esse casais não fossem tão perfeitos assim. 


Relações são complicadas e acredito que quando se é uma pessoa pública, fica tudo ainda mais difícil. Imaginem só ter milhões de pessoas que você nem conhece, dando palpite sobre seu relacionamento? Dá arrepios só de pensar.

A verdade é que ninguém nunca vai saber o verdadeiro motivo do término desses casais ou de qualquer outro, pois não cabe a nós, não cabe a ninguém a não ser a eles, os principais envolvidos. Pode se inventar mil teorias da conspiração, que possivelmente será apenas boatos incabíveis que não precisariam ter tanta importância, pois não irá modificar em nada a sua existência nesse planeta.

Um dos maus da internet, é o fato das pessoas esquecerem que atrás das fotos, do feed bonito e das milhões de curtidas e seguidores, há pessoas com sentimentos, com vidas reais, de carne, osso e coração. Portanto, seria muito importante todos repensarem nesse sentido antes de comentarem e ou despejarem suas teorias em cima de vidas e contas alheias. Se coloque no lugar deles antes de tudo e você irá aprender muito sobre empatia.