E lá fui eu curtir o primeiro carnaval da minha vida, não, não foi em Salvador muito menos na Bahia,  foi na minha grande e querida São Paulo.

Todos dizem que o carnaval em São Paulo é estreante, pois até essa história de trio elétrico foi novidade para todos; mas enfim, até que foi bacana. Tem muitos pontos para melhorar, mas não é disso que vou falar nesse post, vamos falar da pressão sobre ter que pegar alguém no carnaval!

"Carnaval é pegação, curtição, loucura, mas espera ai, você não deu nenhum beijo na boca? Não saiu beijando o primeiro que te cantou? Não deu ao menos uns amasso quentes no canto da rua? Então você nem curtiu!", essas são as típicas perguntas que escutamos nessa época, mas sabe, você não precisa ter feito essas coisas acima para ter se divertido pra caramba.


Não há nada de errado com você por não gostar de carnaval, assim como não há nada de errado com você querer curtir essa época solteira, leve e solta. É sério, não tem nenhum problema em dizer não aquele carinha, assim como não é problema beijar mais de um.

Carnaval é folia, alegria e diversão; você tem todo direito de curtir como quiser, então não se prende as pressões. Não há nada mais gostoso do que fazer o que quer e não aquilo que estipulam, então faça sempre o que for melhor para você, dê prioridade a suas escolhas. Esqueça o que os outros irão falar, esqueça as piadinhas e toda essa coisa desnecessária de seguir padrões. 

E por favor, se cuide! Não deixe sua amiga bebada sozinha, não esqueça o preservativo, não misture bebida com remédio e não se distancie do seu grupo de amigos. Para voltar para casa, chame um táxi ou chame algum familiar para te buscar. É triste, mas ainda estamos em perigo, o tempo todo, então seja cuidadosa consigo mesma.

Siga seu ritmo e faça seu próprio carnaval.