"NO FUNDO NINGUÉM QUER UMA MULHER LIVRE"

Imagem de beach, girl, and summer
Foto - Site we heart 


Desabafo de uma leitora: 

Se pudesse falar algo para as meninas mais novas e cheias de empoderamento sobre relacionamentos héteros, seria: "segura nas mãos das suas amigas (e da analista) e não solte, porque você ainda vai sofrer um diabo (até daqueles que pareciam ser diferentes), e serão suas amigas que irão te amparar". Vamos lá:

Em toda minha vida tive quatro namorados (com dois morei junto). Desses quatro, somente um estava disposto a me amar como eu era, mas esse, por falta de maturidade minha, pedi para que fosse embora. Mas pensando bem, ele não me merecia mesmo, pois ele era muito melhor que eu em anos luz. Ele foi o meu amor de escola e o melhor, mas só hoje tenho essa visão, porque naquela época não tinha a consciência que tenho hoje, mas de qualquer forma, o admiro muito (hoje ele está casado e realmente só desejo que ele seja muito feliz). Continuando ... 

Depois dele vieram os dois seguintes, os que arrasaram com a minha vida, mas, que também foram fontes de aprendizado. Foi através deles que dei início a descoberta de quem “eu sou de verdade”, e hoje sei o que realmente não quero pra mim. Com os quatro, cheguei à conclusão de que poucos, na verdade, acho que nenhum deles, estavam dispostos a lidarem com uma mulher livre, com pontos de vista próprios e disposta a defende-los. Uma mulher como eles. Isso os incomoda imensamente, portanto, meninas, estejam dispostas a lidarem com muito machismo, até do homem mais desconstruído que você chegar a conhecer. 

Self Portrait Animation GIF by xavieralopez

Os dois últimos, os que me levaram a uma profunda reflexão (e deprê), chegaram a me agredir. Um em maior grau, outro, em menor. Porém, havia algo errado comigo também, mas isso já é assunto para outro dia (...)

Eu era livre; livre do tipo: “estou com você porque gosto, não porque te pertenço”. Meu jeito sempre foi meio problemático e nesses dois relacionamentos, na concepção deles, “eu era forte demais”, isso, porque batia de frente, então a última coisa que eu pareceria ser, era alguém com fragilidades. Um deles chegou a falar do meu jeito da seguinte forma: " seu jeito parece coisa de macho”. Sempre fui bem feminina, mas por não me sujeitar as grosserias, era comparada a ser como um homem, isso é ser “machona" na visão deles. Às vezes, percebia que os julgamentos estavam nas entrelinhas, minha intuição gritava que havia algo errado, mas na época tive dificuldades em fazer a leitura de uma série de situações, que hoje, são mais claras que água limpa.

Mas nisso tudo, tinha algo que eles não sabiam: eu era frágil! Por dentro estava toda trincada e procurava por um amor saudável, como muita gente procura. No meu interior desejava que tudo desse certo, afinal, eram meus namorados. Foi ai que resolvi me sujeitar, mas quando você nasce emponderada e livre, a pancada é grande, porque a gente não aguenta muito e para eles, mulheres boas são mulheres que aguentam. Enfim, após as agressões fui embora, não dava mais, o limite havia sido quebrado, eu não ia aguentar, ia acabar morrendo!

Self Portrait Animation GIF by xavieralopez



Um bom tempo depois conheci meu 4º namorado. Ele era o oposto extremo dos outros dois. Foi escolhido com cuidado, até se parecia com o primeiro (aquele amor da escola), pois ele era livre, desconstruído, anti- machismo. Queria alguém livre como eu e ele era, então pensei: "achei o amor da minha vida". Fui me apegando e me apaixonei muito, mas quando tudo parecia bem, ele foi se afastando e começou a me tratar de uma maneira fria. Dizia que o melhor da gente era como ele podia ser aberto comigo e eu com ele, que fui a MELHOR NAMORADA dele e olha só, eu sentia a mesmíssima coisa!

Lembram que disse que eu era frágil? Pois bem, ainda era. Procurava um amor de verdade, um amor real para construir uma vida com alguém real. Não queria nada de contos de fadas, estava aceitando a realidade e queria crescer como casal. Deixei isso tão claro, mas de repente, algo mudou. Ele estava ali, mas algo tinha sumido. Eu continuava ali, mas não entendia nada, só estava querendo que as coisas voltassem a ser como era antes.

Perguntava o que acontecia e as explicações eram sobre o trabalho, depressão, coisas da minha cabeça. Perguntava (com o coração na mão) se ele queria terminar e a resposta era sempre não. Ai um dia ele pediu pra abrirmos a relação. Ele já havia me dito como era nas outras: "sou meio safado, fiquei com outras meninas em todas as relações anteriores, até no meu casamento". Enfim, ele iria uma hora ou outra ficar com outra pessoa e não queria me sacanear, então resolvi tentar. Criei regras, uma delas era: nada de envolvimento amoroso, pois era apenas sexo. Certo? "Sim", dizia ele. 

Animation Loop GIF by xavieralopez


Eu achava sexo ok, até por que, pra mim, sexo pode ser só sexo, diferencio bem. Mas depois de um tempo descobri que ele estava se envolvendo com uma menina que não queria só sexo. Poxa, nossa primeira regra já sendo quebrada assim?! Meu lado frágil gritou e fiquei destruída. Conversei com ele e a resposta foi: "não posso fazer nada para que ela não goste de mim". Ou seja, ele estava enganando a mim ou a ela (ou as duas). Fiquei tão magoada que decidi que era melhor terminar, mas ele disse que não queria, que era só sexo, e no fim pediu para fechamos a relação de novo, que não queria me ver mal, admitiu o erro, pediu desculpas pra menina e fechamos tudo, porém, eu já estava com o coração muito partido. 

No meio disso, outra pessoa entrou na história: Eu havia um “crush” de muito tempo (antes até de iniciar o namoro), que sempre me mandava umas mensagens e eu cortava, porém, na época que aconteceu a minha quebra de coração com a tal menina, esse “crush” avisou que iria estar por Brasília, ele achava que eu estava solteira e falou que queria me encontrar. Eu fui. Dentro do meu coração algo dizia que eu não precisava dar nenhum troco no meu namorado, mas resolvi trair. Não sei explicar o que aconteceu, só... sei lá, estava tentando desesperadamente gostar menos dele. Estava tão ferida, que só queria esquecer ele, desapegar, mas óbvio que não consegui. Resultado: o “crush” foi só sexo.

Black And White Love GIF by xavieralopez

Conversei com um amigo sobre tudo o que estava acontecendo comigo, chorei horrores, falei o quanto estava frágil, o quanto estava machucada e ele me ouviu e me aconselhou muito. Foi ótimo!

Minha relação estava uma montanha russa (...) Eu tentava entender o que estava fazendo de errado, queria saber o porquê que ele se afastava e acabei dando um ultimato. Ele ficou triste mas aceitou minha decisão, ou seja, terminamos. Porém, uns dias depois voltei até sua casa para buscar umas coisas minhas. Ele me abraçou e pediu para ficar. Fiquei. A frase dele daquele dia foi: “na dúvida, continuamos juntos”.

Depois disso ele começou a melhorar. Até estranhei, mas resolvi viver de coração aquilo, (na verdade, nunca havia deixado de viver aquilo de todo coração). Nesse tempo, resolvemos fazer uma viagem e foi ai que ele mexeu no meu celular e viu a conversa com meu amigo. Ele passou o dia todo soltando indiretas, até que disse: " ainda bem que eu não conto suas camisinhas ". Isso me doeu profundamente. Tudo que fiz foi o amar demais e aceitar um monte de coisa. Ok, eu traí uma vez, mas estava destruída e queria ferir ele da mesma forma que ele vinha me ferindo, mas acabou que depois dessa traição só me senti pior. Trai minhas convicções porque estava tentando esquecer ele. 

animation love GIF by xavieralopez


Lembro exatamente que no dia que o trai, pensei: " não sou disso, então porque fazer?", e em segundos a resposta veio: “porque ele vai fazer o mesmo sem pensar em você, então larga de ser idiota e faz”. Fiz e continuei mal. Decidi que era a primeira e a última vez que iria trair. Nesse dia desejei que ele descobrisse e até pensei em deixar a conversa com o “crush” no celular, mas após conversar com umas amigas e minha psicóloga, apaguei. Porém, esqueci totalmente que havia falado com meu amigo sobre esse assunto, ou seja, meu namorado, agora, sabia de tudo.

O que veio a seguir foi a seguinte declaração da parte dele: "sabe, sou um hipócrita, um macho nojento e eu faria o mesmo que você. Li o quanto te magoei, o quanto te esqueci e você sempre ali querendo me cuidar. Sou um hipócrita nojento, praticamente pedi para fazer o que fez." Fiquei chocada, chorei horrores e pedi desculpas. No fundo era isso, só queria meu namorado de volta. Após tudo isso, ele ficou se culpando e não conseguiu dormir por alguns dias. Eu disse que havia algo de estranho, mas ele voltou a falar que era coisa da minha cabeça. Quando voltamos da viagem ele pediu pra conversar e citou que não tinha direito de se sentir mal, e nem que eu deveria me sentir mal por ter feito o que fiz. Foi ai que escutei também a seguinte frase: “sabe, a gente quer se deitar com mulheres livres, mas não queremos ter uma em casa."

Ele destacou que sempre abri minha vida com ele, que ele sabia tudo o que eu já havia feito no passado, dos caras que havia ficado e sabia o quanto eu era livre. Falou, “isso sempre me incomodou e foi isso que fez com que eu me afastasse de você. Eu queria ter sido como você, livre, espontânea, ficar com quem tem interesse sem pensar se um dia vão te julgar por isso. Sou o oposto, tinha dificuldade em chegar nas meninas, tive o mesmo número de namoradas que você de namorados, mas nunca fui muito bom com as mulheres. Hoje elas olham pra mim quando estou contigo, porque sozinho, é totalmente diferente”.


Black And White Love GIF by xavieralopez

E continuou (...)

“Me desculpe, sou um hipócrita, um machista. Aquilo que repreendo nos caras do meu trabalho, também está dentro de mim. No fundo ninguém quer uma mulher livre. Queremos controlar. Me perdoe por tudo que fiz a você, me perdoe por estar chateado com a traição, quando claramente eu mal olhava pra você”.

Perguntei se ele queria terminar para poder achar alguém mais compatível com suas ideias, (falei isso com meu coração sendo partido em mil pedaços, querendo morrer). No fundo me senti enganada, pois ele me deixava tão confortável para ser livre e disse tantas vezes “ser de boa” quando contava minha vida, quando no fundo, ele nem sabia lidar, nunca soube, só pagava de desconstruído. Ele enfatizou novamente que não queria terminar, que ele também me achava maravilhosa, que somos uma ótima companhia um para o outro, que o compreendo, lhe ajudo, e que podemos ser melhores juntos. Eu disse que não podia mudar o meu passado, nem apagar de sua memória tudo que já havia desabafado. Eu havia contado todas minhas experiências, porque ele me dava essa liberdade e eu achava que estava lidando com um homem seguro. Porém, doeu e muito a forma como ele decidiu demostrar que não gostava. Ele preferiu me machucar, me afastar, invés de desabafar e a gente conseguir segurar as coisas juntos.

Sofri tanto sem entender, que agora que entendo, percebo que ele não consegue lidar com o quem eu sou, igual aos outros dois anteriores, a diferença, é que ele nunca me bateu (mas me machucou interiormente tanto quanto). Os homens são realmente iguais e acabo de perceber isso. O que eu devo fazer agora? Como ajudar? Terminando? Mas ai faço o que com o que eu sinto? Jogo fora?! Eu disse, “sinto muito por tudo isso, mas não sei como resolver. Racionalmente sei, emocionalmente não”. E é a mais pura verdade!

xavieralopez GIF

Enfim meninas, abri uma parte bem sensível da minha vida, para mostrar que, ou eu tenho muito azar ou os homens não estão conseguindo nos acompanhar, (essa é praticamente uma certeza). Mesmo sendo aberta ao diálogo, tentando resolver tudo “numa boa” e sempre permitindo que ele se abrisse da mesma maneira comigo, a insegurança masculina é um desafio diário e muito difícil. Os homens não estão nos acompanhando. Até mesmo aqueles que tentam e vestem a camisa do “eu sou desconstruído”. Eles iram se sucumbir uma hora ou outra, e com isso, iram nos machucam muito. 

Eu estou perdendo a fé.  E nunca desejei tanto não gostar de homens!

Esse texto faz parte de um novo quadro aqui do blog, em que abrimos espaço para que as leitoras possam contar suas experiências. Caso queira abrir seu coração aqui também, nos mande seu relato através das nossas redes sociais. Para maior conforto e segurança, também podemos manter seu relato em anônimo, como este acima, só é preciso especificar isso na mensagem que nos enviar.

Esperamos você,beijos equipe Lamoonier !

Nenhum comentário:

• Não serão aceitos comentários grosseiros
• Deixe o link do seu blog ao final do comentário
• Parcerias só em contato

Tecnologia do Blogger.