DEPRESSÃO: COMO OS ESTUDOS PODEM TE AJUDAR

FreeImagens
Hoje posso me apresentar como Jornalista, já que consegui voltar a faculdade e chegar a formatura. Bem, faz um determinado tempo que deixei aqui um desabafo, explicando como é conviver com a depressão. Neste texto, expliquei o que havia mudado na minha rotina, como o fato de ter desistido dos estudos e não ter vontade e nem foco para me empenhar nisso. Agora, estou aqui para contar como os estudos me ajudam a encarar os desafios da doença e como minha autoestima e confiança se elevaram. Também irei indicar sites que oferecem cursos gratuitos, então, acompanhe esse texto até o final (:

Confesso que estava com muito medo de voltar as salas de aula, mas com apoio da minha psicóloga, familiares e colegas de trabalho, deu tudo certo. Os estudos me ajudaram a recuperar minha estabilidade racional, a criar novamente metas e acreditar mais no meu potencial. Coisas que realmente achei que seriam impossíveis de recuperar...

Não digo que foi fácil ter a visão que tenho hoje sobre os estudos, pois por muito tempo me isolei e deixei de acreditar que poderia ser inteligente ou que poderia me dedicar 100% em algo “lucrativo”. Mas o conselho que deixo a quem passou ou está passando por esse momento de se “fechar” para o mundo é: Pegue essa energia negativa e use como combustível para deixar seus medos para trás. Vai que você descobre um dom oculto? Eu descobri, por exemplo, que tenho muita facilidade em idiomas.




Minha história com idiomas, por sinal, já é antiga. Ainda pequena pedia para meus avós me ensinarem palavras em Polonês e Alemão, na adolescência fiz um pequeno curso de Espanhol e sempre fui apaixonada pelo Inglês. Na faculdade, quando descobri estar com depressão e fui, enfim, pedir ajuda profissional, entrei em contato com o Húngaro. Espera, vou contar melhor essa história:

Durante meu tratamento, minha psicóloga me deu a ideia de preencher minha mente com algum curso ou atividade que jamais tivesse experimentado, que não tivesse nenhuma familiaridade, entretanto, que eu achasse interessante. Sabe aquelas coisas que você vê outras pessoas fazendo e acha que é impossível fazer igual? Então, tinha que ser algo assim....

Foi ai que pensei, “minha modelo favorita é Húngara, o lugar que acho mais lindo no mundo é Budapeste, então, vamos aprender o idioma local de lá”. Desde então, passei a focar todo meu tempo vago em pesquisas sobre o País, a cultura e o idioma. Ao longo do processo, descobri que Húngaro é uma das línguas mais difíceis para se aprender e todo material que tem deles na internet é em Inglês. Mas ok, o desafio estava aceito e percebi que estudar estava me fazendo sair do isolamento, descobri o quanto podia ter inteligente em algo, ter domínio sobre minha mente e ter o poder de me apaixonar por algo que seria ótimo para minha pessoinha. Foi mágico!
Foto: Budapeste / Google
Um tempo depois decidi me aperfeiçoar no Inglês, para assim, poder entender melhor os conteúdos sobre o Húngaro e também, porque um dos meus maiores sonhos é um dia poder fazer um intercâmbio para o Estados Unidos. Ok, porém, havia um problema: Eu estava sem nada de grana para poder investir em um curso presencial. Tentei, não vou negar, mas não deu certo e tive que desistir desse método. Não ganho muito no quesito salário e havia outras coisas como prioridade, como meu tratamento.

Foi então que corri novamente para internet e descobri sites, blogs e canais incríveis, que oferecem um conteúdo de extrema qualidade gratuito, como os canais: CintyaSabino, Inglês Winner, English in Brazil by Carina Fragozo e o Cantar Inglês. Todo dia passo horas acompanhando o conteúdo deles e repassando tudo para um caderninho, pois ai posso relembrar o conteúdo depois. Também baixei alguns aplicativos no meu celular como o: Duolingo.

Após um tempo, decidi que queria levar isso ainda mais a sério, ou seja, queria um diploma, pois assim posso comprovar meu aprendizado e incluir em meu currículo profissional. Mas sem grana, como poderia? Bem, aí que entra o Quero Bolsas, uma empresa que ajuda pessoas disponibilizando bolsas de estudos para as mais diversas áreas. Tem bolsas de 50%, 70% e até mesmo 90%. Basta pesquisar a área que quiser e contratar eles assim que escolher a bolsa que mais te interessa, na instituição que mais gosta e de maneira presencial ou online. Entrei neste site e consegui uma bolsa anual para o Seda College, uma escola de inglês super conceituada na Irlanda. Já conhecia a escola através das minhas pesquisas de intercâmbio e era um sonho estudar nela. Hoje, meus amigos, vai fazer meio ano que sou estudante online e estou amando, ainda mais que no final terei meu diploma.

Mas Gi, o que você realmente quer dizer com tudo isso? Com todas essas indicações e tals? Quero que vocês se inspirem e corram atrás daquilo que fazem bem a vocês. Eu sei o quanto a vida pode parecer sem cor, sem brilho, como se tudo só tivesse tendência a dar errado. Eu realmente sei. Entretanto, também sei que às vezes temos que olhar a vida de um ângulo diferente e buscar outras experiências. Eu sei que dá medo, que isso pode
parecer impossível no momento, mas tente, se dê uma chance...
Em minha formatura / Gisele Ovitski

Não tenha medo de reiniciar, pois talvez encontre a sua melhor versão. Eu confio no seu potencial e acredito em você. Não desista e bons estudos! 
Se quiser conversar mais sobre esse assunto, me procure: AQUI / Se quiser saber mais sobre o Húngaro, acesse meu blog: The Privs

Nenhum comentário:

• Não serão aceitos comentários grosseiros
• Deixe o link do seu blog ao final do comentário
• Parcerias só em contato

Tecnologia do Blogger.